Sindguardas/RN tem reunião com prefeito de Brejinho sobre concursados

O Sindguardas/RN esteve em Brejinho, nesta terça-feira, 27, juntamente com os concursados da Guarda Municipal, para cobrar um posicionamento da Prefeitura sobre o início do curso de formação e a nomeação dos GMs.

A diretoria do Sindguardas/RN havia protocolado ofício solicitando reunião com o prefeito desde o dia 10 de fevereiro. No entanto, o encontro ainda não tinha acontecido e, por isso, em deliberação com a categoria, o sindicato decidiu ir até Brejinho para novamente pedir audiência com o chefe do Executivo.

“O prefeito João Gomes soube da nossa presença na cidade e então resolveu nos atender. Na reunião, inicialmente, ressaltamos a necessidade de a Prefeitura investir na Guarda Municipal, pois essa instituição poderá causar grande impacto positivo nas políticas públicas de enfrentamento à violência, trazendo benefícios para toda população”, comenta Souza Júnior.

O presidente do Sindguardas/RN ressaltou que o curso de formação e as nomeações precisam ser feitos o quanto antes. O prefeito, por sua vez, afirmou que a criação da Guarda Municipal faz parte do seu plano de governo e ele está colocando em prática, inclusive, com a realização do concurso.

No entanto, o chefe do Executivo alegou dificuldade em proceder com as nomeações ainda este ano por conta de lei de responsabilidade fiscal, mesmo tendo conseguido reduzir o limite do município de 63% para 53%, bem como em decorrência da Lei Complementar n° 173, de 2020, que veda aumenta de despesa com pessoal durante a pandemia.

Apesar disso, durante a reunião, o prefeito assumiu compromisso de, entre os dias 2 e 5 de janeiro de 2022, fazer a convocação dos concursados para posse.

“Nós lembramos a ele que, até lá, é preciso que os habilitados sejam formados e lembramos que existe um contrato com a Funcern que permite a convocação de 12 para essa formação. Diante disso, o prefeito também se comprometeu em acionar a Secretaria de Administração de Brejinho para que ela entre em contato com a Funcern e informe o desejo de iniciar a formação para esses 12”, destaca Souza Júnior.

Agora, o Sindguardas/RN espera que a formação seja iniciada entre agosto e setembro. “Vamos continuar acompanhando e, já nesta terça-feira, reunimos os concursados e deliberamos que, caso seja necessário, estaremos novamente em Brejinho no dia 31 de agosto, em mobilização pelo início do curso e pelas nomeações”, finaliza.