Sindguardas/RN volta a João Câmara para cobrar nomeações


Como tinha sido deliberado no início da semana, o Sindguardas/RN voltou ao município de João Câmara, na manhã desta quinta-feira, 12, para cobrar a nomeação dos concursados da Guarda Municipal.

Um ato público tinha sido marcado para acontecer às 9h, no entanto, o sindicato foi recebido pelo Tesoureiro do município, Erinaldo, e pelo secretário da Administração, Benedito. Eles alegaram que o prefeito não poderia receber a categoria por causa da agenda eleitoral.

Com isso, ficou marcada uma reunião para o próximo dia 30 de novembro com o próprio prefeito Manoel Bernardo.

O Sindguardas/RN lembra que o chefe do executivo assumiu compromisso ainda no dia 14 de setembro. Em reunião com o sindicato naquela data, ele afirmou que faria o curso de formação em outubro, o que aconteceu, e as nomeações logo no início de novembro, mas esse ponto não foi atendido.

A Prefeitura alega que existe uma recomendação do TCE para que o município não faça nenhuma nomeação após o dia 3 de novembro, devido ao limite legal da lei de responsabilidade fiscal.

“Diante do compromisso assumido de sermos recebidos pelo prefeito no dia 30 de novembro, apresentamos o resultado da reunião de hoje aos concursados e eles aceitaram não realizar o ato público, confiando no avanço das negociações”, informa Souza Júnior, presidente do Sindguardas/RN.

Ele lembra que a promessa inicial feita pelo prefeito foi de nomear 10 agora em novembro, mas o sindicato tem lutado para que sejam nomeados os 15 que fizeram o curso de formação em outubro. Inclusive, espera-se que já a partir de janeiro tenha início negociação para outras nomeações e para atendimento da pauta de reivindicações dos guardas municipais.