Nota de repúdio ao prefeito de São Paulo

O SINDGUADAS/RN vem a público manifestar repúdio às declarações do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que ao fazer uma comparação com outras metrópoles que adotaram o lockdown, durante entrevista à rádio Jovem Pan, disse que enquanto outras cidades tem poder de polícia, “aqui  a gente tem apenas GCM que é uma guarda patrimonial, ela colabora, ajuda, enfim, não é uma guarda que tem poder de polícia”.

A nossa entidade sindical também presta total solidariedade ao Sindguardas/SP, que avalia a afirmação do prefeito como “grave erro”, demonstrando “seu total despreparo em ocupar o importantíssimo cargo de Prefeito da maior Cidade do Brasil”.

Enquanto a nossa valorosa categoria está na linha de frente contra a pandemia do novo coronavírus, gestores que deveriam valorizar os servidores da segurança pública tratam guardas municipais com desprezo arrogante. Além do flagrante desconhecimento da competência desses servidores que vivem a cuidar da segurança pública municipal 24 horas por dia.

Ao desconhecer o papel essencial da Guarda Civil Metropolitana do seu município, consequentemente, o prefeito Bruno Covas atesta sua ignorância como gestor público diante da crise causada pela pandemia que já deixou tantas famílias órfãs.

Nossa saudação aos Guardas Municipais de SP, que arriscam a própria vida para levar segurança à uma população que merece toda proteção do poder público municipal. Senhor prefeito, a gente quer o pleno direito de ser tratado com respeito.

Diretoria do SINDGUARDAS/RN